Ponte de concreto

Cultura

1. CINTIA RIBEIRO ABRANTES

• Cultura
• Quarta-feira/ Sábado (Manhã) / Polo
• 10 encontros de 2hs

Objetivo

Garantir, e estimular a sociabilização, recreação e lazer. “Democratizar e assegurar a igualdade
de acesso às práticas culturais: artesanato, música, danças, festas, dentre outras
manifestações pulares.

Prática:
• Vivencias de dança popular brasileira;
• Criação de coreografia;
• Músicas popular;
• Histórias e contos populares;
• Jogos/ dinâmicas/ brincadeiras

Expectativas:
• Conhecimento das danças populares e suas origens;
• Expandir as expressões corporais;
• Percepção espacial;
• Provocar sensações de diversão;
• Explorar criatividade;

1° Semana:
• Apresentação dinâmica de apresentação dos educandos;
• Despertar do corpo com jogo de expressão corporal;

2° Semana:
• Vivência de dança do coco, cantiga e a sua origem;
• Brincadeira popular;
3° Semana:
• Vivência de dança afro;
• Jogo rítmico
4° Semana:
• Vivência de cavalo marinho;
• Brincadeira;

5° Semana:
• Montagem de coreografia
• Ensaio
• Pequena apresentação

2. Reny Magalhães


Segunda-feira, período da tarde, no polo.

5 encontros de 2hs

REVERBERAÇÂO
-Autoconhecimento
-Conhecimento do seu território
-Descobrir a influencias dos nossos antepassados.
-Desenvolvimento Corporal de coordenação motora.
-Vivencias com diversas práticas de dança.
COMO?
- Construção da arvore genealógica
- Construção do seu território
-Vivencia de dança em todos encontros um estilo diferente. (danças urbanas, contemporâneo,
afro e popular)

1 Encontro

Quem sou eu?
Bate papo com participantes sobre essa pergunta.
Os participantes irão desenhar em um papel kraft, e se definir como eles quiserem nesse
desenho. Usando palavras, forma, colagem, frases desenhos, como quiserem.
(Objetivo: Autoconhecimento)
Vivencia Corporal
Aula de danças sociais, que teve início por pretos e foi a base pra muitas influencias atuais
como o FUNK.
- Experimentação Movimentos básicos de dança locking.

2 Encontro

De onde eu vim?
Bate papo com participantes sobre essa pergunta.
Construção do seu território a partir de desenhos, colagem, fotos.
(Objetivo: descobrir a visão do participante sobre seu território, e a importância de conhecer
seu território de ação.
Vivencia Corporal

Aula de dança afro-brasileira.

3 Encontro

Quem são meus antepassados?
Bate papo com participantes sobre essa pergunta.
Elaboração da Árvore genealógica.
(Objetivo: descobrir a influência dos nossos antepassados)
Vivencia Corporal
Aula de dança contemporânea, usando a técnica do Laban, conhecendo alguns fundamentos
básicos.
4 Encontro

CORPO COBRA
Relembra com os participantes tudo que surgiu até aqui.
Explica o que é o “CORPO COBRA”. (Meu TCC para conclusão do técnico em dança)
Quais são as nossas cicatrizes.
(Objetivo: Juntar tudo até aqui.)
Vivencia Corporal
Vivencia “CORPO COBRA” criada por Reny Magalhães.
“é uma dança inspirada e ressignificada a partir de símbolos do referencias do orixá Oxumarê e
da Cobra que é um dos símbolos desse orixá, junto com o Arco-íris e os Ciclos.”
5o Encontro
FINALIZAÇÂO
Roda de conversa do sobre o que mudou e se mudou.
Vivencia Corporal
Baile de Dança (músicas em geral)

 

3. Josué - Bob

1 Encontro

– Roda de conversa
• Apresentação dos participantes;
• Apresentação da atividade a ser desenvolvida;
– Percussão Corporal
• Explorar diferentes sons que o nosso corpo pode emitir;
• Dinâmica rítmica com os sons explorados (percussão corporal);
• Ritmo percussivo (percussão corporal);
– Apresentação de alguns instrumentos já confeccionados com material reciclável como:
garrafa pet, pote de leite fermentado, cabo de vassoura, caixa de pizza, lata de leite,
garrafa de vidro, palito de churrasco, barbante, fitas coloridas, entre outros;
– Roda de conversa com impressões do encontro e informe sobre o material que será
utilizado no próximo encontro.

2 Encontro

– Roda de Conversa
– Percussão Corporal
• Aquecimento corporal com ritmo popular;
• Repassar Ritmo percussivo (percussão corporal) desenvolvido no encontro
anterior;
– Confecção
• Apresentação do instrumento que será confeccionado no encontro (agogô);
• Apresentar ritmos onde o agogô está presente;
• Confecção do agogô com garrafa pet e palito de churrasco;
– Dinâmica com Agogô
• Exploração de sons com o instrumento confeccionado;
• Dinâmica rítmica utilizando o instrumento confeccionado;
• Criação de ritmo explorando o som grave e o som agudo;
– Roda de conversa com impressões do encontro e informe sobre o material que será
utilizado no próximo encontro.

3 Encontro

– Roda de Conversa
– Percussão Corporal
• Aquecimento corporal com ritmo popular;
• Repassar Ritmo percussivo (percussão corporal) desenvolvido no 1o encontro;
– Repassar ritmo criado utilizando o instrumento confeccionado na aula anterior (agogô);
– Confecção
• Apresentação do instrumento que será confeccionado no encontro (clave);
• Apresentar ritmos onde a clave está presente;
• Confecção da clave com cabo de vassoura;
– Dinâmica com Clave
• Exploração de sons com o instrumento confeccionado;
• Dinâmica rítmica utilizando o instrumento confeccionado;
– Roda de conversa com impressões do encontro e informe sobre o material que será
utilizado no próximo encontro.

4 Encontro

– Roda de Conversa
– Percussão Corporal
• Aquecimento corporal com ritmo popular;
• Repassar Ritmo percussivo (percussão corporal) desenvolvido no 1o encontro;
– Confecção
• Apresentação do instrumento que será confeccionado no encontro (ganzá);
• Apresentar ritmos onde o ganzá está presente;
• Confecção do ganzá utilizando potes de leite fermentado;
– Dinâmica com Ganzá
• Exploração de sons com o instrumento confeccionado;
• Dinâmica rítmica utilizando o instrumento confeccionado;
– Roda de conversa com impressões do encontro e informe sobre o material que será
utilizado no próximo encontro.

5 Encontro

– Roda de Conversa
– Percussão Corporal

• Aquecimento corporal com ritmo popular;
• Repassar Ritmo percussivo (percussão corporal) desenvolvido no 1o encontro;
– Confecção
• Apresentação do instrumento que será confeccionado no encontro (maraca);
• Apresentar ritmos onde a maraca está presente;
• Confecção da maraca utilizando duas garrafas pet e cabo de vassoura;
– Dinâmica com Ganzá
• Exploração de sons com o instrumento confeccionado;
• Dinâmica rítmica utilizando o instrumento confeccionado;
– Formação de um cortejo confraternização utilizando todos os instrumentos
confeccionados, tocando ritmos e apresentando dinâmicas rítmicas.

 

4. Paulo Rogério Miranda Silva


• Cultura
• Sábado (tarde)
• 5 Encontros de 2 horas

Objetivo

Apresentar instrumentos melódicos, rítmicos, suas origens e funcionalidades,
estimulando a curiosidade de explorar possibilidades sonoras, que podem ser
integradas às oficinas de dança e poesia musicada.

Prática
• Breve história da música popular brasileira a partir do Choro
• Apreciação musical de diferentes ritmos brasileiros
• Práticas individuais
• Práticas coletivas

Expectativa
• Reconhecimento de notas musicais
• Reconhecimento de ritmos
• Cabedal cultural
• Expandir formas de expressão
• Explorar criatividade

1° Semana
• Apresentação de educador
• Apresentação de educandos
• Reconhecimento do espaço
• Roda de conversa
• Dinâmicas corporais

2° Semana
• Meditação
• Apresentação de instrumentos e suas origens
• Bate papo e trocas de experiências e referência musicais
• Apreciação musical

3° Semana
• Meditação
• Apresentação de notas musicais e ritmos
• Dinâmicas circulares
• Apreciação Musical

4° Semana
• Meditação
• Formação de grupos musicais
• Escolha de repertório
• Apreciação musical

5° Semana
• Meditação
• Ensaio coletivo
• Ensaio individual
• Apresentação individual e coletiva